Quem Somos

A história do sinasa – sindicato dos administradores de santos , começou a vinte sete anos atrás, quando alguns colegas administradores, transformaram a associação profissional de administradores em sindicato dos administradores de santos, desde a concessão da carta sindical , datada de 30/09/1988, assinada no dia 03/10/1988 e publicada no dia 04/10/2001 , o nosso sindicato vem trabalhando ativamente nas questões da categoria dos administradores tecnólogos e técnico em administração , nos últimos anos , uma nova categoria se incorporou a administração que foram os tecnólogos em administração através de 21 resoluções aprovadas pelo plenário do sistema CFA/CRA´s , que determina cada área dos tecnólogos em administração especificamente, determinada por sua resolução especifica expedida pelo sistema CFA/CRA´s, através de estudos e após tem sua aprovação realizada em votação na plenária do CFA – conselho federal de administração que tem sua sede em Brasília. Cada resolução aprovada, determina a área especifica deste profissional que pode atuar com o seu registro profissional no sistema CFA/CRA´s. O curso superior de tecnólogo em administração ele é considerado de pequena duração, com 1600 horas no mínimo de ensino, já o curso de administração tem 3000 horas mínimas de ensino sendo considerado um curso superior como profissão regulamentada, onde é regulamentado, através da lei 4769 de 09 de setembro de 1965. Hoje atuamos como um sindicato intermunicipal sendo sua base territorial desde 1991, nos municípios de Peruíbe, Itanhaém, Mongaguá, Praia Grande , São Vicente , Cubatão, Santos , Guarujá e Bertioga, no decorrer destes anos , conseguimos desenvolver o acordo coletivo com antiga Cosipa, hoje Usiminas , infelizmente , devido a um problema de base territorial com o sindicato dos administradores do estado de São Paulo, a diretoria achou por bem , partir para regularização oficial desta base territorial definitivamente e após uma batalha enorme no ministério do trabalho e emprego com contestação do SAESP – sindicato dos administradores no estado de São Paulo, nós conseguimos nossa base territorial oficializada desde 2008 , fato este conseguido e definido através de decisão processual pelo M.T.E., somente em 10/04/2015. Após esta luta de confirmar algo que juridicamente já estava resolvido desde 1991 , com registro em cartório e que nunca foi contestado , tivemos que parar nosso trabalho de expansão na região com os acordos coletivos , por causa do SAESP , que nos contestava e nos prejudicava colocando sua cobrança sindical a anos em nossa base territorial ,mas assim mesmo continuamos lutando e a mais de 15 anos temos somente em santos feito acordo coletivo com a CODESP e agora iremos começar um novo trabalho , pois com a base territorial resolvida , poderemos buscar acordos coletivos em nossa região , voltando a fazer e defender a categoria dos administradores, tecnólogos e técnicos em administração na região. Estaremos também nos aproximando das faculdades nas cidades de nossa base territorial levando a importância do sindicato na vida dos administradores, tecnólogos e técnicos em administração, para conhecerem seus direitos e melhorias de qualidade de trabalho e de salário. Assim será o sinasa nesta nova fase estrutural na região, procurando aumentar o número de convênios, plano de saúde, cursos e descontos na rede particular de ensino na região em todos os cursos existentes e creches, além de dentistas, médicos, psicólogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, massagistas, lojas, livrarias e todos os segmentos que possam promover benefícios aos nosso sindicalizados em nossa base territorial intermunicipal.

O sinasa estará presente em todos os segmentos que possam ajudar e beneficiar a categoria dos administradores, tecnólogos e técnicos de administração, em nossa base territorial nos municípios de Peruíbe, Itanhaém, Mongaguá, Praia Grande, São Vicente, Cubatão, Guarujá, Santos e Bertioga.


Mandato da diretoria do SINASA – 08/02/2012 até o dia 07/02/2016


Base territorial – intermunicipal

Abrange os municipios – Peruíbe, Itanhaém, Mongaguá, Praia Grande, São Vicente, Cubatão, Guarujá, Santos e Bertioga, no estado de São Paulo.